AprendizagemSocioemocional

26 09, 2019

Comunicação entre pais e escola é fundamental para o desenvolvimento do aluno

2019-09-26T10:51:29+00:00 Semente na Escola|

Educadores devem acompanhar trajetória do estudante e manter família informada O contato permanente da escola com a família contribui para o bem-estar da criança ou do adolescente e favorece o aprendizado. Essa comunicação, se feita adequadamente, também evita que algumas questões ou problemas se acumulem e sejam relatados todos de uma só vez. “Sempre que o aluno pratica uma ação que pode ser considerada fora da curva, a família deve receber um aviso a respeito”, diz Tania Fontolan, professora e diretora-geral do Programa Semente. Ela explica que, se essa atitude for isolada, os pais são notificados para tomar conhecimento de que houve um descumprimento de regras ou comportamento inadequado. Mas, se for algo que esteja se tornando recorrente, a conversa para comunicar os pais sobre a percepção de que pode haver problemas maiores, não será recebida de maneira súbita e [...]

23 09, 2019

Habilidades socioemocionais ajudam a lidar com a insegurança

2019-09-23T10:25:29+00:00 Semente na Escola|

É importante que as pessoas entendam que esse sentimento é natural; reconhecer e aceitar as próprias fraquezas faz parte do processo de amadurecimento Quando falamos em insegurança, devemos pensar em algumas emoções que se misturam. Uma das principais é o medo. “Uma pessoa insegura, em geral, é uma pessoa que tem medo”, afirma Eduardo Calbucci, professor e um dos fundadores do Programa Semente. “E, para enfrentar o medo, é preciso coragem, esse é o antídoto.” Ele ressalta que isso não significa que uma pessoa corajosa não tenha medo. “Ela não age sem medo; ela age apesar do medo”, diz. Ele aponta que o excesso de coragem e de segurança pode ser negativo, pois pode levar a atitudes impensadas e inconsequentes. Do mesmo modo, o medo excessivo também pode ser perigoso. É o que acontece quando uma pessoa se retrai completamente [...]

19 09, 2019

Depressão: pedir ajuda é um gesto de coragem e primeiro passo para a melhora

2019-09-19T10:01:47+00:00 Semente na Escola|

Entender que é algo humano e tem tratamento facilita que pessoas passem por isso Uma pessoa morre a cada 40 segundos por suicídio, segundo a Organização Mundial da Saúde. Essas mortes, que poderiam ser evitadas, já constituem a segunda causa de óbito entre jovens de 15 a 29 anos, atrás apenas dos acidentes de trânsito. Neste mês, a campanha do setembro amarelo é uma forma de conscientizar a sociedade sobre a importância da prevenção ao suicídio. “Essas iniciativas são importantes para lembrar que o suicídio é um evento humano, é algo que acontece e faz parte de um problema social grave. Cerca de 90% das pessoas que cometem suicídio têm um transtorno psiquiátrico associado. Então saber que isso é humano, é uma doença e tem tratamento ajuda as pessoas a passarem por isso”, diz Celso Lopes de Souza, médico psiquiatra, [...]

16 09, 2019

Habilidades socioemocionais ajudam professores a lidar com temas como depressão e suicídio

2019-09-16T15:27:56+00:00 Semente na Escola|

Estar atento aos alunos possibilita que educadores percebam alterações relevantes de comportamento No ambiente escolar, a atuação dos professores envolve, fundamentalmente, aspectos relacionais. Há tempos, as aulas deixaram de ser encaradas apenas como um momento de transmissão de conteúdos, em que os protagonistas eram o professor e a lousa, e o alunos constituíam uma “plateia” que assistia tudo e anotava, fazendo apenas perguntas sobre a “matéria”. “Para desenvolver habilidades que vão além do domínio dos conteúdos conceituais, tais como problematização dos assuntos, trabalho em equipe e capacidade de exposição oral, entre outras tantas, a interação entre professores e alunos precisa ser mais constante e fazer parte da própria relação ensino-aprendizagem”, diz Tania Fontolan, diretora do Programa Semente. “Para que essa interação exista e flua é necessário que os educadores tenham habilidades sociais, em especial a empatia.” Para Tania, estar atento [...]

12 09, 2019

Como controlar a ansiedade a menos de 2 meses do Enem

2019-09-12T09:44:05+00:00 Semente na Escola|

A orientação é gastar a energia com o que está sob nosso controle – o estudo e a preparação para as provas – e não sofrer por suposições A proximidade do Enem e dos vestibulares costuma causar muita ansiedade nos estudantes. Para tentar controlar essa emoção, é importante entender o que é ansiedade e como ela age. “A ansiedade é uma emoção da família do medo, sentimento que está ligado a uma percepção de perigo”, diz Eduardo Calbucci, professor e um dos fundadores do Programa Semente. “É uma antecipação de um risco, que vem acompanhada da sensação de que não seremos capazes de enfrentar esse desafio.” Esse tipo de sentimento pode ter um aspecto positivo, caso ele se transforme em determinação para vencer esse suposto obstáculo. Mas ele também pode ser perigoso, ao deixar a pessoa paralisada, sem saber o [...]

9 09, 2019

Precisamos evitar ser vítimas de nossas próprias emoções

2019-09-09T10:43:36+00:00 Semente na Escola|

Isso significa entender que emoções desagradáveis são naturais e que devemos evitar tomar decisões importantes em momentos de intensidade sentimental O termo vitimismo, muitas vezes, é empregado de maneira pejorativa e contribui para que vítimas de violação, agressões e ameaças sejam consideradas culpadas pela violência que sofreram. É sempre importante enfatizar que vítima nunca tem culpa. Agressores que têm. Mas o termo também pode estar relacionado ao uso que podemos fazer de emoções desagradáveis, como raiva e tristeza, para não cumprir algo que precisamos realizar. “Essas emoções desagradáveis são uma âncora para perseverança, resiliência, persistência e determinação e levam, justamente, para esse movimento de desistência”, explica Eduardo Calbucci, professor e um dos autores do Programa Semente. Segundo ele, quando uma pessoa não quer fazer uma determinada coisa, é comum ela procurar uma justificativa, dizendo para ela mesma que chegou ao [...]

2 09, 2019

Esforço deve ser mais valorizado do que resultado

2019-09-02T17:29:23+00:00 Semente na Escola|

Elogiar perseverança é muito mais produtivo do que enfatizar o resultado, explica especialista Na escola ou em qualquer atividade que envolve avaliação de desempenho, é comum que pais e professores, ao fazerem um elogio às crianças ou aos adolescentes, destaquem o resultado obtido. Segundo Eduardo Calbucci, professor e um dos fundadores do Programa Semente, o melhor seria valorizar mais o esforço. “O resultado não está sob nosso controle, o esforço está. Então, mudar o foco é importante”. Ele explica que elogiar perseverança, determinação e persistência é muito mais produtivo do que enfatizar o resultado – o que sempre depende apenas do esforço da pessoa. Por exemplo, se um adolescente presta vestibular num determinado ano e não passa, no ano seguinte, ele pode ser esforçar mais, obter uma nota mais alta e, ainda assim, não ser aprovado novamente. “Se ele melhorou [...]

29 08, 2019

Aceitar a própria vulnerabilidade é demonstração de amadurecimento

2019-08-29T09:35:43+00:00 Semente na Escola|

Entender a fragilidade como algo natural faz parte do processo de autoconhecimento A palavra vulnerabilidade, normalmente, possui um sentido negativo e designa a característica de alguém que está numa situação de opressão e sofrimento. No entanto, ao ampliar um pouco o significado desse termo, pode-se entender vulnerabilidade como qualquer tipo de fragilidade – e, aí, ela pode adquirir uma conotação positiva. “Assumir nossas próprias limitações e fraquezas é um pré-requisito importante para o crescimento pessoal e profissional. É uma forma de negar a síndrome do super-herói”, diz Eduardo Calbucci, professor e um dos fundadores do Programa Semente. Ele explica que, em geral, as pessoas acreditam que aqueles que conseguiram o sucesso não são frágeis. “Mas é exatamente o oposto disso. Essas pessoas, na verdade, conseguem agir, apesar dos momentos de dúvidas e de incerteza. É um equívoco pensar que vulnerabilidade, [...]

22 08, 2019

Violência na escola é retrato de uma sociedade agressiva

2019-08-22T10:19:09+00:00 Semente na Escola|

Aprendizagem socioemocional pode ajudar a combater o problema, ao estimular a empatia, o autoconhecimento e a resolução de conflitos de maneira pacífica A violência no ambiente escolar se manifesta de diversas formas e, dificilmente, de maneira isolada. Ela pode ocorrer entre alunos, entre alunos e professores e até entre professores. Em escolas privadas, o problema costuma ser menor. Já em escolas públicas, é uma questão mais frequente. Muitas vezes, ela está relacionada à dificuldade de criar um ambiente onde as discordâncias sejam resolvidas de forma pacífica. “É importante considerar que a escola não está à margem do restante da sociedade. Se a sociedade como um todo é violenta, de alguma forma, a escola vai reproduzir isso. Situar a violência nesse contexto mais amplo permite entender melhor a questão”, diz Eduardo Calbucci, professor e um dos fundadores do Programa Semente. Segundo [...]

12 08, 2019

Meninos devem ser estimulados a expressar seus sentimentos

2019-08-12T17:50:42+00:00 Semente na Escola|

Emoções são universais e independem do gênero, mas é necessário avaliar a adequação às diferentes situações Falar sobre emoções e mostrar aos meninos que eles também precisam expressar seus sentimentos é fundamental no processo educativo. A colocação é do professor Eduardo Calbucci, um dos fundadores do Programa Semente. “No processo de socialização, ainda há uma tendência, dentro da nossa sociedade, em educar meninos e meninas de maneira diferente. Isso é prejudicial para ambos”, afirma. “Os meninos acham que não devem exprimir os seus sentimentos, enquanto as meninas são estimuladas a demonstrá-los em quase qualquer situação. Isso reforça uma imagem falsa da força do homem e da fragilidade da mulher”, diz o professor. Calbucci explica que as emoções, como raiva, alegria e tristeza, são absolutamente universais e todos nós, independentemente de sermos homens ou mulheres, vamos senti-las em determinados momentos de [...]